Continua após a publicidade..
Culinária InternacionalReceitas Saudáveis

2 Receitas de Saladas Mediterrâneas Frescas e Saborosas

Você está procurando por receitas de saladas leves, saudáveis e deliciosas? Então você vai adorar conhecer essas duas receitas de saladas mediterrâneas, que são fáceis de fazer e vão surpreender o seu paladar. As saladas mediterrâneas são inspiradas na culinária dos países que margeiam o Mar Mediterrâneo, como Grécia, Itália, Espanha, França, Turquia e Líbano. Essa culinária se caracteriza pelo uso de ingredientes frescos, naturais e aromáticos, como azeite, alho, tomate, azeitonas, queijos, frutos do mar, ervas e especiarias. As saladas mediterrâneas são ricas em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, que trazem benefícios para a saúde e para o bem-estar.

Continua após a publicidade..

Além disso, elas são saborosas e refrescantes, ideais para os dias mais quentes ou para acompanhar pratos mais pesados. Neste artigo, você vai aprender a fazer duas receitas de saladas mediterrâneas: a salada grega e a salada tabule. Você vai descobrir quais são os ingredientes, o modo de preparo, a origem e os acompanhamentos dessas receitas. Ficou com água na boca? Então continue lendo e se prepare para se deliciar!

Saladas Mediterrâneas: Salada Grega

A salada grega é uma das saladas mediterrâneas mais populares e tradicionais da culinária mediterrânea, que reúne os sabores e as tradições de diversos países que margeiam o Mar Mediterrâneo, como Grécia, Itália, Espanha, França, Turquia e Líbano. A salada grega é feita com tomates, pepinos, cebolas roxas, azeitonas pretas e queijo feta, temperados com azeite, vinagre, sal, orégano e pimenta-do-reino. Ela é simples de fazer e tem um sabor marcante e refrescante.

Para fazer essa receita, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 4 tomates maduros cortados em pedaços grandes
  • 2 pepinos sem casca cortados em fatias
  • 1 cebola roxa fatiada
  • 1/2 xícara de azeitonas pretas sem caroço
  • 200 g de queijo feta em cubos
  • 1/4 de xícara de azeite
  • 2 colheres de sopa de vinagre
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1 colher de chá de orégano seco

O modo de preparo é simples:

  • Em uma tigela grande, misture os tomates, os pepinos, a cebola e as azeitonas.
  • Em uma tigela pequena, misture o azeite, o vinagre, o sal, a pimenta e o orégano.
  • Regue a salada com o molho e misture bem.
  • Adicione o queijo feta por cima e sirva.

Essa receita rende quatro porções e tem cerca de 350 calorias cada uma. Ela é rica em proteínas, cálcio, ferro e antioxidantes. Ela também é fácil de fazer e leva apenas 15 minutos para ficar pronta.

Continua após a publicidade..

Origem da salada grega

A origem da salada grega é incerta, mas existem algumas hipóteses sobre como ela surgiu. Uma delas é que ela remonta à Grécia Antiga, como uma forma de aproveitar os ingredientes disponíveis na região. Outra é que ela foi criada no século XX, como uma forma de atrair os turistas que visitavam o país. Segundo essa versão, os donos de tavernas em Atenas adicionaram uma fatia de queijo feta à salada para poder cobrar um preço mais alto e evitar a tabela do governo.

De qualquer forma, a salada grega se tornou um símbolo da culinária grega e é apreciada em todo o mundo. Ela pode ser servida como entrada ou como acompanhamento de outros pratos típicos da região, como o pão pita, o espetinho de carneiro ou o vinho branco. Ela também é rica em proteínas, cálcio, ferro e antioxidantes, que trazem benefícios para a saúde e para o bem-estar. Experimente essa delícia e se surpreenda com o sabor da Grécia!

Continua após a publicidade..

Os melhores acompanhamentos para essa receita são:

  • Um pão pita quentinho , para mergulhar no molho da salada.
  • Um espetinho de carneiro grelhado com molho tzatziki (feito com iogurte natural) , para um prato mais completo e proteico.
  • Um vinho branco gelado ou uma cerveja gelada (ou um suco natural), para harmonizar com o sabor da salada.

Saladas Mediterrâneas: Salada Tabule

A salada tabule é outra receita clássica da culinária mediterrânea. Ela é feita com trigo para quibe hidratado (ou couscous), tomates picados, pepinos picados, cebolinha picada (ou salsinha), hortelã picada, suco de limão, azeite, sal e pimenta-do-reino. Ela é leve, nutritiva e aromática.

Para fazer essa receita, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 1 xícara de trigo para quibe (ou couscous)
  • 2 xícaras de água fervente
  • 4 tomates sem sementes picados
  • 2 pepinos sem casca picados
  • 1/2 xícara de cebolinha picada (ou salsinha)
  • 1/4 de xícara de hortelã picada
  • Suco de 2 limões
  • 1/4 de xícara de azeite
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

O modo de preparo é simples:

  • Em uma tigela, coloque o trigo para quibe (ou couscous) e cubra com a água fervente. Deixe hidratar por cerca de 15 minutos, ou até ficar macio. Escorra o excesso de água e solte os grãos com um garfo.
  • Em outra tigela, misture os tomates, os pepinos, a cebolinha e a hortelã.
  • Em uma tigela pequena, misture o suco de limão, o azeite, o sal e a pimenta.
  • Junte o trigo com os legumes e regue com o molho. Misture bem e leve à geladeira por pelo menos uma hora antes de servir.

Essa receita rende quatro porções e tem cerca de 250 calorias cada uma. Ela é rica em fibras, vitaminas C e K, ferro e antioxidantes. Ela também é fácil de fazer e leva apenas 30 minutos para ficar pronta.

Origem da salada tabule

A origem da salada tabule é atribuída ao Líbano, onde ela é considerada um prato nacional. Ela também é popular em outros países do Oriente Médio, como Síria, Jordânia e Palestina. Ela é servida como entrada ou como acompanhamento de outros pratos típicos da região.

Os melhores acompanhamentos para essa receita são:

  • Um falafel frito ou assado (bolinho feito com grão-de-bico) , para um prato mais crocante e saboroso.
  • Um homus (pasta feita com grão-de-bico) ou um babaganuche (pasta feita com berinjela) , para um prato mais cremoso e nutritivo.
  • Um chá gelado de hibisco ou uma limonada rosa (feita com sumagre) , para uma bebida refrescante e antioxidante.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu a fazer duas receitas de saladas mediterrâneas: a salada grega e a salada tabule. Você também aprendeu sobre os ingredientes, o modo de preparo, a origem e os acompanhamentos dessas receitas. Essas receitas são fáceis, rápidas e saudáveis, e vão deixar as suas refeições mais leves, frescas e saborosas.

Esperamos que você tenha gostado desse artigo e que se inspire para experimentar essas receitas deliciosas. Se você gostou, deixe um comentário abaixo com a sua opinião e sugestões. E se você quiser aprender mais sobre a culinária mediterrânea, confira o curso Saladas Mediterrâneas: Receitas Frescas e Saborosas , que ensina desde as características dessa culinária até o passo a passo de outras receitas incríveis. Bom apetite!

3 thoughts on “2 Receitas de Saladas Mediterrâneas Frescas e Saborosas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *