Continua após a publicidade..
Culinária Internacional

Pães e Massas na Culinária Mediterrânea: 2 receitas

Você sabia que pães e massas são alguns dos alimentos mais consumidos e apreciados na culinária mediterrânea? Esses alimentos são feitos com farinha de trigo, um dos cereais mais cultivados e versáteis do mundo, que tem origem no Oriente Médio. Pães e massas são ricos em carboidratos, que fornecem energia para o organismo, e podem ser combinados com diversos ingredientes, como queijos, carnes, legumes, ervas e molhos.

Continua após a publicidade..

Neste artigo, você vai aprender sobre o conceito e a relevância dos pães e das massas na culinária mediterrânea, como fazer duas receitas deliciosas com esses alimentos, a história e a origem dessas receitas e os melhores acompanhamentos para elas. Ficou interessado? Então continue lendo e descubra mais sobre essas delícias!

O que são pães e massas na culinária mediterrânea?

Os pães e massas são alimentos feitos com farinha de trigo, água, sal e fermento (no caso dos pães) ou ovos (no caso das massas). Eles são amassados, modelados e cozidos no forno (os pães) ou na água (as massas). Eles podem ter diferentes formatos, tamanhos, texturas e sabores, dependendo da região e da tradição de cada país.

Os pães e massas são alimentos muito importantes na culinária mediterrânea, pois fazem parte da dieta diária de milhões de pessoas que vivem nos países que margeiam o Mar Mediterrâneo, como Grécia, Itália, Espanha, França, Turquia e Líbano. Essa culinária se caracteriza pelo uso de ingredientes frescos, naturais e aromáticos, como azeite, alho, tomate, azeitonas, queijos, frutos do mar, ervas e especiarias. Os pães e massas são usados como base ou como acompanhamento de vários pratos típicos dessa culinária, que é considerada uma das mais saudáveis e saborosas do mundo.

Como fazer pão sírio e pizza?

Uma das receitas mais famosas entre as de pães e massas na culinária mediterrânea é o pão sírio, também conhecido como pão pita ou pão árabe. Ele é um tipo de pão levedado achatado, feito com farinha de trigo, água, sal, açúcar e fermento biológico. Ele é assado em altas temperaturas ou preparado na frigideira em temperatura mediana. Ele pode ser usado como um “envelope” dentro do qual se coloca algum recheio, como carne, queijo, salada ou homus (pasta de grão-de-bico). Ele também pode ser cortado em pedaços e torrado para fazer croutons ou chips.

Para fazer essa receita , você vai precisar dos seguintes ingredientes:

Continua após a publicidade..
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de água morna
  • 2 colheres de chá de fermento biológico seco
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 colher de chá de sal
  • 2 colheres de sopa de azeite

O modo de preparo é simples:

  • Em uma tigela grande, misture o fermento, o açúcar e a água. Deixe descansar por 10 minutos, até formar bolhas.
  • Adicione o sal, o azeite e a farinha aos poucos , mexendo com uma colher. Quando a massa ficar firme, transfira para uma superfície enfarinhada e sove por 15 minutos, até ficar lisa e elástica.
  • Coloque a massa em uma tigela untada com ólep, cubra com um pano úmido e deixe crescer em um lugar quente por uma hora, ou até dobrar de tamanho .
  • Divida a massa em 12 porções iguais e modele em bolas. Abra cada bola com um rolo, formando discos finos de cerca de 15 cm de diâmetro.
  • Aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio-alto. Coloque um disco de massa na frigideira e cozinhe por cerca de 2 minutos de cada lado, até formar bolhas e dourar. Repita com os demais discos.
  • Sirva o pão sírio quente ou frio, com o recheio de sua preferência.

Essa receita rende 12 pães e tem cerca de 150 calorias cada um. Ela é fácil de fazer e leva cerca de 2 horas para ficar pronta.

Continua após a publicidade..

Pães e Massas: Origem do pão sírio

A origem do pão sírio é atribuída ao Oriente Médio, onde ele é consumido há milhares de anos. Ele é considerado um dos pães mais antigos do mundo, e tem influência da cultura árabe, judaica e cristã. Ele é um alimento básico na alimentação dos povos dessa região, e é usado para acompanhar diversos pratos típicos, como o falafel, o kebab e o tabule.

O pão sírio é feito com farinha de trigo, água, sal, açúcar e fermento biológico. Ele é amassado, modelado em discos finos e cozido em altas temperaturas ou na frigideira. Ele tem um formato de “envelope”, que pode ser recheado com diversos ingredientes, como carne, queijo, salada ou homus.

Outra receita muito famosa de massa na culinária mediterrânea é a pizza, que é um tipo de torta aberta, feita com massa de farinha de trigo, água, sal, açúcar e fermento biológico, coberta com molho de tomate , queijo e outros ingredientes variados. Ela é assada em forno a lenha ou elétrico, até ficar crocante e derretida . Ela pode ter diferentes sabores , como marguerita (queijo, tomate e manjericão), calabresa (queijo, linguiça e cebola), quatro queijos (queijo mussarela, queijo gorgonzola, queijo provolone e queijo parmesão) e portuguesa (queijo, presunto, ovos, cebola, azeitonas e orégano).

Para fazer essa receita, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • Para a massa:
    • 4 xícaras de farinha de trigo
    • 1 xícara de água morna
    • 2 colheres de chá de fermento biológico seco
    • 1 colher de chá de açúcar
    • 1 colher de chá de sal
    • 2 colheres de sopa de azeite
  • Para o molho:
    • 2 xícaras de molho de tomate pronto ou caseiro
    • Sal, pimenta-do-reino e orégano a gosto
  • Para a cobertura:
    • 300 g de queijo mussarela ralado
    • Outros ingredientes de sua preferência, como tomate, cebola, azeitona, presunto, calabresa, frango, atum, milho, etc.

O modo de preparo é simples:

  • Para a massa:
    • Em uma tigela grande, misture o fermento, o açúcar e a água. Deixe descansar por 10 minutos, até formar bolhas.
    • Adicione o sal, o azeite e a farinha aos poucos, mexendo com uma colher. Quando a massa ficar firme, transfira para uma superfície enfarinhada e sove por 15 minutos, até ficar lisa e elástica.
    • Coloque a massa em uma tigela untada com óleo, cubra com um pano úmido e deixe crescer em um lugar quente por uma hora, ou até dobrar de tamanho.
  • Para o molho:
    • Em uma panela pequena, aqueça o molho de tomate em fogo baixo. Tempere com sal, pimenta e orégano a gosto. Reserve.
  • Para a montagem:
    • Pré-aqueça o forno a 200°C. Unte uma forma redonda com óleo ou manteiga.
    • Divida a massa em duas porções iguais. Abra uma porção com um rolo, formando um disco fino que caiba na forma. Coloque o disco na forma e fure com um garfo em vários pontos.
    • Espalhe metade do molho sobre o disco. Polvilhe metade do queijo sobre o molho. Distribua os ingredientes da cobertura sobre o queijo.
    • Repita o processo com a outra porção da massa e os demais ingredientes.
    • Leve ao forno por cerca de 20 minutos ou até dourar a borda da pizza.
    • Retire do forno e corte em fatias.
    • Sirva a pizza quente ou fria, com o acompanhamento de sua preferência.

Essa receita rende duas pizzas grandes e tem cerca de 400 calorias cada fatia. Ela é rica em carboidratos, proteínas, cálcio e licopeno. Ela também é fácil de fazer e leva cerca de 2 horas e meia para ficar pronta.

Pães e Massas: Origem da pizza

A origem da pizza é controversa, mas alguns historiadores afirmam que ela surgiu na Itália, mais especificamente em Nápoles, no século XVIII. Ela era uma comida popular entre os camponeses, que usavam ingredientes simples e baratos para cobrir a massa de pão. A pizza se tornou famosa em todo o mundo graças aos imigrantes italianos, que levaram a receita para outros países, como os Estados Unidos, o Brasil e a Argentina. Hoje em dia, existem diversos tipos e sabores de pizza, que podem ser adaptados ao gosto de cada um.

Os melhores acompanhamentos para essa receita são:

  • Uma salada verde com molho de vinagre balsâmico, para um prato mais leve e saudável.
  • Um vinho tinto seco ou uma cerveja gelada (ou um refrigerante), para harmonizar com o sabor da pizza.
  • Um sorvete de creme com calda de chocolate, para uma sobremesa deliciosa e refrescante.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu sobre o conceito e a relevância dos pães e das massas na culinária mediterrânea, como fazer duas receitas deliciosas com esses alimentos, a história e a origem dessas receitas e os melhores acompanhamentos para elas. Você descobriu que os pães e massas são alimentos feitos com farinha de trigo, água, sal e fermento (no caso dos pães) ou ovos (no caso das massas), que podem ter diferentes formatos, tamanhos, texturas e sabores. Você também aprendeu a fazer o pão sírio e a pizza, duas receitas clássicas da culinária mediterrânea, que são fáceis, rápidas e saudáveis, e vão deixar as suas refeições mais saborosas.

Esperamos que você tenha gostado desse artigo e que se inspire para experimentar essas receitas incríveis. Se você gostou, deixe um comentário abaixo com a sua opinião e sugestões. E se você quiser aprender mais sobre a culinária mediterrânea, confira o curso Pães e Massas na Culinária Mediterrânea , que ensina desde as características dessa culinária até o passo a passo de outras receitas maravilhosas. Bom apetite!

One thought on “Pães e Massas na Culinária Mediterrânea: 2 receitas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *