Continua após a publicidade..
Receitas Saudáveis

Comida de Rua Mediterrânea: 2 Delícias para Provar

Você já se imaginou viajando pelo Mediterrâneo, apreciando as paisagens, a cultura e a gastronomia dessa região tão rica e diversa? Se sim, você provavelmente já se deparou com algumas das delícias que fazem parte da comida de rua mediterrânea, aquela que é vendida em barracas, quiosques, trailers ou até mesmo nas mãos dos vendedores ambulantes.

Continua após a publicidade..

A comida de rua mediterrânea é uma forma de conhecer os sabores, os aromas e as tradições dos países que são banhados pelo mar Mediterrâneo, como Espanha, França, Itália, Grécia, Turquia, Líbano, Marrocos e muitos outros. São pratos simples, mas cheios de personalidade, que refletem a influência das diferentes culturas, religiões e climas que moldaram essa região ao longo da história.

Neste artigo, vamos apresentar quatro delícias que você pode provar na comida de rua mediterrânea, ensinar como fazer as receitas em casa e contar um pouco da origem e das curiosidades de cada uma delas. Além disso, vamos indicar dois acompanhamentos para cada receita, para você montar um cardápio completo e saboroso. Vamos lá?

Comida de Rua Mediterrânea: Falafel

O falafel é um dos pratos mais populares e emblemáticos da comida de rua mediterrânea. Trata-se de um bolinho frito feito com grão-de-bico ou fava moídos e temperados com ervas e especiarias. O falafel pode ser servido sozinho, com molhos variados, ou dentro de um pão pita, com salada e outros recheios.

Como fazer falafel

Para fazer falafel em casa, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 2 xícaras de grão-de-bico seco
  • 1 cebola picada
  • 4 dentes de alho picados
  • 1/4 de xícara de salsinha picada
  • 1/4 de xícara de coentro picado
  • 2 colheres de chá de cominho em pó
  • 1 colher de chá de sal
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • Óleo para fritar

O modo de preparo é o seguinte:

Continua após a publicidade..
  • Deixe o grão-de-bico de molho em água por pelo menos 12 horas. Escorra e seque bem os grãos.
  • No processador ou liquidificador, bata o grão-de-bico com a cebola, o alho, a salsinha, o coentro, o cominho, o sal e o bicarbonato até formar uma massa homogênea e firme. Se necessário, adicione um pouco de água para facilitar o processo.
  • Faça bolinhas com a massa e achate-as levemente. Você pode empanar os bolinhos com farinha de rosca ou gergelim se quiser.
  • Aqueça o óleo em uma panela funda e frite os bolinhos aos poucos até dourarem. Escorra em papel toalha e sirva quente.

A origem do falafel

A origem do falafel é motivo de disputa entre vários países do Oriente Médio, que reivindicam a paternidade do prato. Uma das hipóteses mais aceitas é que o falafel teria surgido no Egito antigo, entre os coptas cristãos, que usavam a fava como base para os bolinhos. O nome falafel viria da palavra árabe “filfil”, que significa pimenta.

Com o tempo, o falafel se espalhou pela região do Mediterrâneo Oriental, sendo adotado por diferentes povos e culturas. No Líbano, na Síria, na Palestina e na Jordânia, o falafel passou a ser feito com grão-de-bico ou uma mistura de grão-de-bico e fava. Em Israel, o falafel se tornou um símbolo nacional, sendo consumido por judeus e árabes.

Continua após a publicidade..

Acompanhamentos para falafel

O falafel pode ser acompanhado por diversos tipos de molhos, saladas e pães. Alguns dos mais comuns são:

  • Molho de tahine: é um molho cremoso feito com pasta de gergelim, suco de limão, alho, sal e água. É o molho mais tradicional para acompanhar o falafel, podendo ser usado tanto para regar os bolinhos quanto para rechear o pão pita.
  • Molho de iogurte: é um molho leve e refrescante feito com iogurte natural, pepino ralado, hortelã picada, alho, sal e azeite. Combina bem com o falafel e também pode ser usado para temperar saladas.
  • Salada de tomate e pepino: é uma salada simples e saborosa feita com tomate e pepino picados, cebola roxa fatiada, salsinha, hortelã, suco de limão, sal e azeite. É uma ótima opção para servir junto com o falafel ou para rechear o pão pita.
  • Pão pita: é um pão achatado e macio, típico da culinária árabe, que pode ser aberto ao meio e recheado com falafel e outros ingredientes. Você pode comprar o pão pita pronto ou fazer em casa seguindo esta receita.

Comida de Rua Mediterrânea: Paella

A paella é um dos pratos mais famosos e representativos da comida de rua mediterrânea. É uma receita espanhola que consiste em um arroz cozido com açafrão e diversos tipos de carnes, frutos do mar, legumes e temperos. A paella é preparada em uma panela grande e rasa, chamada de paellera, que confere ao arroz uma crosta dourada e crocante.

Como fazer paella

Para fazer paella em casa, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 4 xícaras de caldo de frango ou de peixe
  • 1/4 de colher de chá de açafrão
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola picada
  • 4 dentes de alho picados
  • 2 xícaras de arroz bomba ou arbóreo
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 8 camarões grandes limpos
  • 8 mexilhões limpos
  • 8 lulas limpas e cortadas em anéis
  • 8 pedaços de frango (coxa, sobrecoxa ou peito) temperados com sal, pimenta e páprica
  • 1/2 xícara de ervilhas congeladas
  • 1/4 de xícara de salsa picada
  • Limão para servir

O modo de preparo é o seguinte:

  • Em uma panela pequena, aqueça o caldo com o açafrão e mantenha em fogo baixo.
  • Em uma paellera ou frigideira grande, aqueça o azeite em fogo médio-alto e refogue a cebola e o alho por cerca de 5 minutos, até ficarem macios.
  • Junte o arroz e mexa bem para envolvê-lo no azeite. Tempere com sal e pimenta e cozinhe por mais 2 minutos, mexendo ocasionalmente.
  • Adicione o vinho e deixe evaporar um pouco. Em seguida, acrescente metade do caldo quente e misture bem. Reduza o fogo para médio-baixo e cozinhe sem mexer por cerca de 15 minutos, ou até o arroz absorver quase todo o líquido.
  • Distribua os camarões, os mexilhões, as lulas e os pedaços de frango sobre o arroz. Despeje o restante do caldo por cima e cozinhe por mais 10 minutos, ou até que os frutos do mar estejam cozidos e o frango esteja dourado. Se necessário, cubra a panela com papel-alumínio para acelerar o cozimento.
  • Espalhe as ervilhas sobre a paella e polvilhe com a salsa. Sirva quente, com gomos de limão.

A origem da paella

Nessa época, os camponeses valencianos cozinhavam o arroz em uma panela de ferro sobre o fogo de lenha, aproveitando os ingredientes que tinham à disposição, como carne de coelho, frango, pato, caracóis, feijão, tomate e açafrão. A paella era uma refeição simples e nutritiva, que servia para alimentar os trabalhadores do campo.

Com o passar do tempo, a paella foi ganhando novas versões e ingredientes, de acordo com as preferências e as tradições de cada região da Espanha. A paella marinera, por exemplo, é feita com frutos do mar, como camarões, mexilhões, lulas e lagostas. A paella mista combina carnes e frutos do mar. A paella negra é feita com tinta de lula, que dá uma cor escura ao arroz.

A paella se tornou um prato típico da comida de rua mediterrânea, sendo vendida em feiras, festivais e eventos ao ar livre. A paella também é um símbolo da cultura e da identidade espanhola, sendo preparada em ocasiões especiais e compartilhada entre amigos e familiares.

Acompanhamentos para paella

A paella é um prato completo e saboroso, que pode ser servido sozinho ou acompanhado por alguns complementos. Alguns dos mais comuns são:

  • Salada verde: é uma salada leve e refrescante feita com alface, rúcula, agrião e outras folhas verdes, temperada com vinagre, azeite, sal e pimenta. É uma boa opção para contrastar com o sabor intenso da paella e para equilibrar a refeição.
  • Pão: é um alimento básico na comida de rua mediterrânea, que pode ser usado para acompanhar a paella ou para aproveitar o caldo que fica no fundo da panela. Você pode escolher o tipo de pão que preferir, como baguete, ciabatta ou pão rústico.
  • Vinho: é uma bebida que harmoniza bem com a paella, realçando o sabor dos ingredientes e criando uma atmosfera festiva. Você pode optar por um vinho branco seco ou um vinho tinto leve, de acordo com o seu gosto pessoal.
  • Sobremesa: para finalizar a refeição com chave de ouro, você pode escolher uma sobremesa típica da comida de rua mediterrânea, como churros com chocolate, crepes com frutas ou sorvete artesanal.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu sobre quatro delícias que fazem parte da comida de rua mediterrânea: falafel, paella, kebab e pizza. Você descobriu como fazer as receitas em casa, conheceu a origem e as curiosidades de cada prato e recebeu dicas de acompanhamentos para montar um cardápio completo e saboroso.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo e que tenha ficado com água na boca para experimentar essas maravilhas gastronômicas. Se você gostou deste conteúdo, compartilhe nas redes sociais e deixe um comentário abaixo com a sua opinião sincera e as suas sugestões. Até a próxima!

One thought on “Comida de Rua Mediterrânea: 2 Delícias para Provar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *