Continua após a publicidade..
Culinária Internacional

3 Molhos e Condimentos da Culinária Mediterrânea

A culinária mediterrânea é uma das mais apreciadas e saudáveis do mundo, pois combina ingredientes frescos, naturais e saborosos, que fazem bem para o corpo e para a mente. Neste artigo, você vai aprender a preparar três molhos e condimentos clássicos dessa cozinha, que vão dar um toque especial aos seus pratos. São eles: pesto, tzatziki e harissa. Vamos lá?

Continua após a publicidade..

O que são molhos e condimentos?

Molhos e condimentos são preparações líquidas ou pastosas que servem para acompanhar, temperar ou realçar o sabor dos alimentos. Eles podem ser feitos com diversos ingredientes, como ervas, especiarias, frutas, legumes, queijos, iogurtes, vinagres, óleos, entre outros.

Os molhos e condimentos são muito usados na culinária mediterrânea, pois trazem variedade, cor e aroma aos pratos. Eles também ajudam a equilibrar os sabores e a hidratar os alimentos. Alguns exemplos de molhos e condimentos típicos dessa região são o molho de tomate, o azeite de oliva, o vinagre balsâmico, o tahine, o hummus, entre outros.

Molhos e Condimentos: como fazer pesto?

O pesto é um molho de origem italiana, mais especificamente da região da Ligúria. É feito com manjericão fresco, alho, pinhões, queijo parmesão e azeite de oliva. É um molho muito aromático e versátil, que pode ser usado para temperar massas, saladas, sanduíches, sopas, carnes e peixes.

Para fazer pesto, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de folhas de manjericão fresco
  • 2 dentes de alho descascados
  • 1/4 de xícara (chá) de pinhões
  • 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • 1/2 xícara (chá) de azeite de oliva
  • Sal a gosto

O modo de preparo é simples:

Continua após a publicidade..
  • Lave bem as folhas de manjericão e seque-as com papel toalha.
  • Coloque as folhas de manjericão, os dentes de alho e os pinhões no liquidificador ou no processador de alimentos e bata até formar uma pasta grossa.
  • Transfira a pasta para uma tigela e misture o queijo parmesão ralado. Adicione o azeite de oliva aos poucos, mexendo bem até obter um molho homogêneo. Tempere com sal a gosto.
  • Guarde o pesto em um pote fechado na geladeira por até uma semana ou no freezer por até três meses.

Como surgiu o pesto?

O pesto é um molho que tem origem na Idade Média, quando os marinheiros da Ligúria levavam consigo um preparado chamado “agliata”, feito com alho amassado, sal e vinagre. Esse preparado servia para conservar os alimentos e prevenir o escorbuto.

Com o tempo, o agliata foi se modificando e ganhando novos ingredientes, como o manjericão, que era abundante na região. O nome pesto vem do verbo “pestare”, que significa amassar ou esmagar em um pilão. Antigamente, o pesto era feito dessa forma artesanalmente.

Continua após a publicidade..

Hoje em dia, o pesto é um dos molhos mais famosos da culinária italiana e do mundo. Existem diversas variações do pesto, como o pesto rosso (com tomate seco), o pesto siciliano (com tomate fresco e amêndoas) e o pesto genovês (com batata e vagem).

O que acompanha o pesto?

O pesto é um molho que pode ser usado para acompanhar diversos pratos. Algumas sugestões de acompanhamentos para o pesto são:

  • Massa: você pode escolher a massa de sua preferência, como espaguete, penne ou fusilli. Cozinhe a massa em água fervente com sal até ficar al dente. Escorra e misture com o pesto. Sirva com queijo parmesão ralado por cima.
  • Salada: você pode fazer uma salada com folhas verdes, tomate cereja, mussarela de búfala e azeitonas pretas. Tempere com o pesto e sirva como entrada ou como prato principal.
  • Sanduíche: você pode fazer um sanduíche com pão italiano, presunto, queijo, alface e tomate. Espalhe o pesto sobre as fatias de pão e monte o sanduíche. Sirva quente ou frio.
  • Sopa: você pode fazer uma sopa com caldo de legumes, batata, cenoura, abobrinha e feijão branco. Cozinhe os ingredientes até ficarem macios. Bata a sopa no liquidificador ou com um mixer até ficar cremosa. Sirva com uma colher de pesto por cima de cada porção.
  • Carne: você pode fazer uma carne grelhada, como frango, carne bovina ou suína. Tempere a carne com sal, pimenta-do-reino e alho picado. Grelhe a carne em uma frigideira ou na churrasqueira até ficar no ponto desejado. Sirva com o pesto à parte ou por cima da carne.

Molhos e Condimentos: como fazer tzatziki?

O tzatziki é um condimento de origem grega, mas também é popular em outros países do Oriente Médio e dos Bálcãs. É feito com iogurte natural, pepino ralado, alho picado, azeite de oliva, vinagre, sal e hortelã ou endro. É um condimento muito refrescante e leve, que pode ser usado para acompanhar saladas, carnes, peixes, pães e petiscos.

Para fazer tzatziki, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de iogurte natural
  • 1 pepino médio
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de vinagre
  • Sal a gosto
  • Hortelã ou endro picados a gosto

O modo de preparo é simples:

  • Coloque o iogurte em uma peneira forrada com um pano de algodão e deixe escorrer o soro por cerca de uma hora na geladeira.
  • Descasque o pepino e rale-o no ralo grosso. Esprema o pepino ralado com as mãos para eliminar o excesso de água.
  • Em uma tigela, misture o iogurte escorrido, o pepino ralado, o alho picado, o azeite de oliva, o vinagre e o sal. Adicione a hortelã ou o endro picados a gosto e misture bem.
  • Guarde o tzatziki em um pote fechado na geladeira por até três dias.

Como surgiu o tzatziki?

O tzatziki é um condimento que tem origem na antiga Pérsia, onde era feito com leite coalhado e ervas. Com as invasões árabes, o condimento se espalhou pelo Oriente Médio e pelos Bálcãs, ganhando novos ingredientes, como o pepino, o alho e o vinagre.

Na Grécia, o tzatziki é considerado um prato nacional e é servido em todas as ocasiões. O nome tzatziki vem da palavra turca “cacık”, que significa “pepino com iogurte”. O tzatziki é um dos condimentos mais famosos da culinária mediterrânea e do mundo. Existem diversas variações do tzatziki, como o tarator (com nozes), o mast-o-khiar (com rosas) e o raita (com cenoura).

O que acompanha o tzatziki?

O tzatziki é um condimento que pode ser usado para acompanhar diversos pratos. Algumas sugestões de acompanhamentos para o tzatziki são:

  • Salada: você pode fazer uma salada com alface, tomate, cebola roxa, queijo feta e azeitonas pretas. Tempere com azeite de oliva, vinagre de vinho tinto, sal e orégano. Sirva com o tzatziki à parte ou por cima da salada.
  • Carne: você pode fazer uma carne grelhada, como frango, carneiro ou porco. Tempere a carne com sal, pimenta-do-reino, alho picado e suco de limão. Grelhe a carne em uma frigideira ou na churrasqueira até ficar no ponto desejado. Sirva com o tzatziki à parte ou por cima da carne.
  • Peixe: você pode fazer um peixe assado, como salmão, truta ou bacalhau. Tempere o peixe com sal, pimenta-do-reino, alho picado e suco de limão. Asse o peixe em uma assadeira untada com azeite de oliva até ficar macio e dourado. Sirva com o tzatziki à parte ou por cima do peixe.
  • Pão: você pode fazer um pão árabe fino e macio, chamado pita. Misture farinha de trigo, fermento biológico seco, açúcar, sal e água morna em uma tigela. Sove a massa até ficar lisa e elástica. Deixe a massa crescer em um lugar aquecido por cerca de uma hora. Divida a massa em bolinhas e abra-as com um rolo. Asse as pitas em uma frigideira quente até formarem bolhas. Sirva as pitas com o tzatziki como recheio ou como acompanhamento.
  • Petisco: você pode fazer um petisco com legumes crus, como cenoura, pepino, aipo e pimentão. Corte os legumes em palitos e sirva com o tzatziki como molho.

Molhos e Condimentos: como fazer harissa?

A harissa é um condimento de origem tunisiana, mas também é popular em outros países do norte da África e do Oriente Médio. É feito com pimentas vermelhas secas, alho, cominho, coentro, sal e azeite de oliva. É um condimento muito picante e aromático, que pode ser usado para temperar carnes, peixes, sopas, couscous, legumes e saladas.

Para fazer harissa, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 50 g de pimentas vermelhas secas
  • 4 dentes de alho descascados
  • 1 colher (chá) de cominho em pó
  • 1 colher (chá) de coentro em pó
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1/4 de xícara (chá) de azeite de oliva

O modo de preparo é simples:

  • Coloque as pimentas vermelhas secas em uma tigela e cubra-as com água quente. Deixe-as hidratar por cerca de 30 minutos, ou até ficarem macias. Escorra e retire as sementes e os talos.
  • Coloque as pimentas hidratadas, os dentes de alho, o cominho, o coentro e o sal no liquidificador ou no processador de alimentos e bata até formar uma pasta lisa. Adicione o azeite de oliva aos poucos, mexendo bem até obter um condimento homogêneo.
  • Guarde a harissa em um pote fechado na geladeira por até duas semanas ou no freezer por até seis meses.

Como surgiu a harissa?

A harissa é um condimento que tem origem na Tunísia, um país do norte da África que faz parte da bacia do Mar Mediterrâneo. A Tunísia tem uma história e uma cultura muito ricas e diversificadas, influenciadas por diversos povos, como os fenícios, os romanos, os árabes, os turcos, os franceses, entre outros.

A harissa é um dos condimentos mais típicos da culinária tunisiana e representa a sua identidade gastronômica. O nome harissa vem da palavra árabe “harasa”, que significa “esmagar” ou “moer”. A harissa é feita com pimentas vermelhas secas, que são um ingrediente muito usado na região, pois ajudam a conservar os alimentos e a dar sabor e cor aos pratos.

A harissa é considerada um símbolo nacional da Tunísia e é usada em quase todas as receitas do país. Ela também é muito apreciada em outros países do norte da África e do Oriente Médio, como Marrocos, Argélia, Líbia, Egito, Israel, entre outros.

O que acompanha a harissa?

A harissa é um condimento que pode ser usado para acompanhar diversos pratos. Algumas sugestões de acompanhamentos para a harissa são:

  • Carne: você pode fazer uma carne assada, como cordeiro, frango ou carne bovina. Tempere a carne com sal, pimenta-do-reino, alho picado e suco de limão. Asse a carne em uma assadeira untada com azeite de oliva até ficar macia e dourada. Sirva com a harissa à parte ou por cima da carne.
  • Peixe: você pode fazer um peixe grelhado, como atum, sardinha ou cavala. Tempere o peixe com sal, pimenta-do-reino, alho picado e suco de limão. Grelhe o peixe em uma frigideira ou na churrasqueira até ficar no ponto desejado. Sirva com a harissa à parte ou por cima do peixe.
  • Sopa: você pode fazer uma sopa com caldo de legumes, grão-de-bico, cenoura, abóbora e espinafre. Cozinhe os ingredientes até ficarem macios. Bata a sopa no liquidificador ou com um mixer até ficar cremosa. Sirva com uma colher de harissa por cima de cada porção.
  • Couscous: você pode fazer um couscous marroquino com sêmola de trigo cozida no vapor e misturada com manteiga. Sirva o couscous com um ensopado de legumes, como abobrinha, berinjela, tomate, cebola e pimentão, temperado com azeite de oliva, sal, pimenta-do-reino, cominho, coentro e canela. Sirva com a harissa à parte ou por cima do ensopado.
  • Salada: você pode fazer uma salada com folhas verdes, tomate, pepino, cebola roxa, queijo feta e azeitonas pretas. Tempere com azeite de oliva, vinagre de vinho tinto, sal e orégano. Sirva com o harissa à parte ou por cima da salada.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu a preparar três molhos e condimentos clássicos da culinária mediterrânea: pesto, tzatziki e harissa. Esses molhos e condimentos são deliciosos, saudáveis e fáceis de fazer em casa. Você também conheceu um pouco da história e da cultura desses condimentos, que refletem a diversidade e a riqueza dessa região.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo e que se inspire para experimentar esses molhos e condimentos na sua cozinha. Se você gostou deste artigo, compartilhe com os seus amigos nas redes sociais e deixe um comentário abaixo com a sua opinião sincera e sugestões. Obrigado pela sua atenção e até a próxima!

2 thoughts on “3 Molhos e Condimentos da Culinária Mediterrânea

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *